• Listar posts
  • Feeds - RSS
Post

Empresa japonesa que construir elevador espacial

Postado por Henrique Cesar Ulbrich em 24/02/2012 21:00
Blog: Rock and a hard place

Karmômetro (?)

excelente
adicionar comentário Comment

Plano é que elevador esteja em funcionamento em 2050

Por Guilherme Abati

A empresa japonesa Obayashi quer construir uma base espacial, no chão, além de uma estação espacial a 22 mil milhas acima da superfície da Terra, em órbita geoestacionária. Os dois seriam ligados por um cabo, que se estenderia por 96 mil quilômetros espaço adentro. Para comparação, a Lua está localizada cerca de 220.000 quilômetros de distância da Terra – seria, portanto, quase a metade do caminho.

A ideia de um elevador espacial – mais barato e ambientalmente menos impactante do que foguetes – não é nova, mas esbarra num problema simples e decisivo: o peso do cabo. Resistente o suficiente, é muito pesado – afinal, são milhares de quilometros de cabo da Terra até a estação geoestacionária. Se muito leve, não teria a resistência necessária.

Pois bem, os japoneses resolveram o problema de uma forma também simples: colocar um contrapeso para além da órbita estacionária. Assim, por força centrífuga, o cabo seria puxado para fora tanto quando a gravidade puxa o conjunto para dentro – com isso, o peso do cabo vira um problema menor.

Segundo o Dvice, para sair da Terra para o terminal no espaço, 30 passageiros por vez subiriam pelo elevador a 125 quilômetros por hora. Para atingir a altura máxima esperada, os passageiros demorariam oito dias – o que não é nada se você imaginar a vista dali de cima. A estação espacial abrigaria alojamentos e laboratórios.

O fio que levaria o veículo até as alturas seria feito de fibra de carbono, segundo o Slashdot. Não foi informado se a finalidade da empresa é o turismo espacial ou experimentos científicos. A empresa japonesa espera vê-lo subindo em 35 anos, em 2050.

A contagem regressiva aqui na redação já começou.


Tags:

Se você gostou,
seja um GEEK!

participe

Comentários Comment

Não há nenhum comentário ainda...

Seja o primeiro a comentar

Não preencha este campo Ele é um mecanismo para evitarmos spams. Se vc. está vendo este texto, seu browser provavelmente não interpreta corretamente CSS. De qualquer forma, apenas deixe este campo em branco e siga livre para comentar.

Ajuda com a formatação


voltar ao início